Histórico de edições

(3.234)
há 18 dias
O juiz levou em conta a conclusão do ministro Gilmar Mendes. Contudo, a delação premiada do hacker Luiz Molição revelou que Glenn Greenwald lhe teria orientado a se “desfazer das mensagens que
há 18 dias
O juiz levou em conta a conclusão do ministro Gilmar Mendes. Contudo, a delação premiada do hacker Luiz Molição revelou que Glenn Greenwald lhe teria orientado a se “desfazer das mensagens que
há 18 dias
O problema é que eles pensam que nós somos idiotas!
há 18 dias
O problema é que eles pensam que nós somos idiotas!
há 18 dias
Quem tem foro privilegiado é que vai se dar bem, porque, nesse caso, o prazo prescricional não vai ser interrompido já que a competência para julgamento é do próprio Tribunal. Em outras palavras: não
há 18 dias
Quem tem foro privilegiado é que vai se dar bem, porque, nesse caso, o prazo prescricional não vai ser interrompido já que a competência para julgamento é do próprio Tribunal. Em outras palavras: não
há 1 mês
Prezado Aílton, nessa era de operações contra crimes de colarinho branco e crimes eleitorais, fica evidente que, muita vez, a política e o direito se imbricam a ponto de confundir o cidadão comum.
há 1 mês
Prezado Aílton, nessa era de operações contra crimes de colarinho branco e crimes eleitorais, fica evidente que, muita vez, a política e o direito se imbricam a ponto de confundir o cidadão comum.
há 1 mês
Endosso a opinião do colega. A decisão de Toffoli de estabelecer o que teria e o que não teria que entrar em vigor é que desrespeitava o Parlamento, pois ao STF não compete dizer o que deve vigorar
há 1 mês
Endosso a opinião do colega. A decisão de Toffoli de estabelecer o que teria e o que não teria que entrar em vigor é que desrespeitava o Parlamento, pois ao STF não compete dizer o que deve vigorar
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em Rio de Janeiro (RJ)

Carregando

Ricardo Fausto Becker

Entrar em contato